Obrázky na stránke
PDF
ePub

Outros, que ao perto, muito mais deleitao:
De luz mais clara, aquelles necessitao,
Sem temer do censor, a vista aguda.
Outros, simples crepusculo lhe basta.
Há coizas, que huâ vez só, nos contentao,
Dez vezes, e mais, outras reclamamos
De seu doce prestigio apaixonados.

Tu dos Pizoês, morgado! indaque sejas
Por ti mesmo instruido, eque gostoso
As paternas liçoês aproveitasses;
Com tudo, escuta, e guarda na memoria
O que m'inspira o gosto, e dizer quero
Generos ha, nos quais a mediania
Soffrer-se pode, sem desdoiro grande.
Hum letrado commum medir nao pode,
Seu talento, ao talento de Messala

Nem co' saber profundo de Casseliö
Seu saber; bem que preço lhe concedao.

Mas ser poeta mediano, he crime,
Que nao perdoao Deuses, nem humanos.
H

450

455

460

465

Ut gratas inter mensas symphonia discors,

Et crassum unguentum, et Sardo cum melle

Offendunt; poterat duci quia cœna sine istis

Sic animis natum inventumque poëma juvandis, 305

Si paulùm à summo discessit, vergit ad imum.

Ludere qui nescit, campestribus abstinet armis :

Indoctusque pila, discive, trochive, quiescit;

Ni spissæ risum tollant impunè coronæ.

Qui nescit, versus tamen audet fingere. Quidni? 310

Liber et ingenuus, præsertim census equestrem

Summam nummorum, vitioque remotus ab omni.

Tu nihil invitâ dices faciesve Minervâ,

Id tibi judicium est, ea mens. Si quid tamen olim

papaver

Tal offende no meio de hum banquete
A discordante orchestra, o cheiro torpe
De hum perfume nocivo, tal enjoa
Insipida ptisana entre os manjares
Quanto disgosta a poesia insulsa:
Que em lugar d'encantar almas sensiveis
Descai por força ao mais rasteiro ponto

Se naõ s'elleva ao ponto mais subido.

Quem não sabe esgrimir nas Marcias lutas Cautelozo das armas se desvia :

Quem, ignora nos jogos, a destreza

A pela, o disco, a argola nao comete;

Teme os que à roda observao, teme a mofa;
Mas, sem saber, emprende fazer versos.

E por que nao?... Se he livre, e bem nascido ?

Se tem rendas, e vive nobremente? . . .

[ocr errors]

Se he cavalheiro, honrado, e mui polido?
Mas tu mancebo! tu tens muito senço,
Engenho claro, para emprender coizas
Que do proprio talento, nao sao filhas.

470

475

480

485

Scripseris, in Metii descendat judicis aures,

Et patris, et nostras; nonumque prematur in annum.

Membranis intùs positis, delere licebit

Quod non edideris. Nescit vox missa reverti,

315

Ignotum Tragicæ genus invenisse Camœnæ

Dicitur, et plaustris vexisse poëmata Thespis,

Quæ canerent agerentque peruncti fæcibus ora.
Post hunc persona pallæque repertor honestæ

Eschylus, et modicis instravit pulpita tignis;

Et docuit magnumque loqui, nitique cothurno. 325
Successit vetus his Comoedia, non sine multâ

Laude, sed in vitium libertas excidit, et vim

Dignam lege regi: lex est accepta: chorusque

320

[ocr errors]

Quando a Musa te chame e tente a veia,
Em querendo escrever, consulta Metio
A mim, ao illustre pai, expoê as obras.
Por dez annos fechado, esteja o livro
Assim podes polîr os teus escritos,
Antes, que os julgue, o publico severo.
As palavras naõ voltao, quando escapao.

Dizem, que Thespis foi na prisca idade,
Inventor da tragedia, e que sem gosto
Tingio de mosto, as faces dos actores:
Que em carros tranzitavao, repetindo
Seus poemas informes, ou cantando.

Eschilo depois veio, eos seus vestindo
A mascara lhe deu; armou theatros
Ensinou-lhe a falár, com dignidade
E a segurar os pés, no' alto cothurno.

Veio a antiga comedia succeder-lhe
Com grande applauso; mas com tal soltura
Que foi precizo, reprimir-lhe o vóo,

E a ley vedár, o seu nocivo excèsso.

490

495

500

505

« PredošláPokračovať »